Reflexões Estético-Políticas 

CONTRADIÇÕES NO DEBATE DA CULTURA COMO BEM COMUM

A partir de uma perspectiva interseccional, artistas brasileiros de diferentes regiões debatem sobre práticas da cultura como bem comum no contexto capitalista de estruturação social classista, que naturaliza diferenças como as de classe, etnia e gênero, definindo complexas partilhas de privilégios e exclusões no campo da arte.

Com: Carla Akotirene (Salvador), Grazi Medrado (BH), Jaqueline Elesbão (Salvador), Jé Oliveira (São Paulo) 

Mediação: Daniele Avila Small.

Atividade gratuita e aberta ao público.

Quando 

14 de março de 14h às 16h

Onde

Itaú Cultural, Sala Vermelha

ATIVIDADE RELACIONADAS