LOBO

DIREÇÃO: Carolina Bianchi

São Paulo/SP |1h40min | Classificação indicativa18 anos

Lobo crédito Mayara Azzi

20/3 às 23h
21/3 às 23h

LOCAL :  Teatro de Contêiner

Comprar ingresso

Carolina Bianchi divide a cena com 16 homens – atores, bailarinos e músicos –, selecionados a partir de uma residência na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Bom Retiro, em São Paulo. O espetáculo é um estudo arcaico sobre a paixão, um sacrifício de corpos que não negam os seus fluidos: suor, saliva, sangue. Com uma dramaturgia organizada em quadros, Lobo pode ser considerado uma pintura em movimento. Os performers formam um coro de multidão em existência extrema, em uma sequência desenfreada de ações/imagens: eles correm, despencam no chão, transam com o espaço e entre si e declamam poemas de Emily Dickinson. A montagem circula por diversas linguagens, articulando texto, dança, performance e teatro.

Carolina Bianchi é diretora, atriz e dramaturga. Formou-se pela Escola de Arte Dramática (EAD), na Universidade de São Paulo (USP), e desde então desenvolve um trabalho autoral. O grupo de artistas que a acompanha em cada um dos seus projetos, como em Mata-me de Prazer, Quiero Hacer el Amor e Lobo, é chamado de Cara de Cavalo. Trabalhou com diferentes diretores nacionais e internacionais, e foi uma das fundadoras da Cia. dos Outros, com a qual realizou os espetáculos Corra Como um Coelho, A Pior Banda do Mundo e Solos Impossíveis. Desde o fim da Cia. dos Outros, passou a estabelecer pontes com diferentes artistas do Brasil e da América do Sul, compartilhando e tencionando suas investigações artísticas por meio de colaborações em processos de dramaturgia e direção em workshops e residências.

Ficha Técnica

Concepção, direção e dramaturgia: Carolina Bianchi
Performers: Allyson Amaral, Antonio Miano, Carolina Bianchi, Chico Lima, Eduardo Bordinhon, Felipe Marcondes, Gabriel Bodstein, Giuli Lacorte, João Victor Cavalcante, José Artur Campos, Kelner Macedo, Maico Silveira, Murillo Basso, Rafael Limongelli, Tomás Decina, Gustavo Saulle e Rodrigo Andreolli
Assistência de direção: Joana Ferraz, Marina Matheus e Debora Rebecchi
Produção: AnaCris Medina e Lu Mugayar
Som: Joana Flor
Luz: Alessandra Domingues
Pesquisa de trilha sonora: Carolina Bianchi
Fotos: Mayra Azzi
Vídeos: Fernanda Vinhas
Efeitos: Gustavo Saulle
Objetos de cena: Tomás Decina, Rafael Limongelli e Nelson Feitosa
Figurinos: Antonio Vanfill e Carolina Bianchi
Distribuição/Produção internacional: Metropolitana Gestão Cultural – Carla Estefan
Realização: Cara de Cavalo

Críticas
2019-03-21T13:13:42-03:00