STABAT MATER

DIREÇÃO: Janaina Leite

São Paulo/SP | 50 minutos | Classificação indicativa: 18 anos

STABAT MATER

20/3 às 14h

LOCAL: Centro de Referência da Dança

GRATUITO: A bilheteria será aberta com uma hora de antecedência para distribuição de ingressos (2 ingressos por pessoa). O ingresso é válido também para Cinéticas Dramaturgias

Gratuito

Referência na pesquisa sobre o uso do documentário e do autobiográfico no teatro brasileiro, em seu novo trabalho, STABAT MATER, Janaina Leite aprofunda a investigação sobre o real no teatro, agora sob a luz do obsceno. No espetáculo, que tem estreia prevista para junho de 2019 – contemplado pelo edital de Dramaturgia do Centro Cultural São Paulo –, Janaina divide a cena com a sua mãe real e um ator pornô, discutindo o protótipo de um feminino que se constrói entre a abnegação e o masoquismo. Nessa abertura de processo, a dramaturga, diretora e atriz da montagem expõe materiais que constituem a pesquisa, como o casting dos atores, os fragmentos da dramaturgia e os estudos de cenas.

Janaina Leite é doutoranda no departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicação e Artes da USP, com pesquisa apoiada pela Fapesp. É atriz, diretora e dramaturgista, e também uma das fundadoras do Grupo XIX de Teatro. Concebeu o espetáculo Festa de Separação: Um Documentário Cênico e Conversas com Meu Pai, consolidando sua pesquisa sobre autobiografia e documentário no teatro. É, também, atriz e diretora do espetáculo Branco: O Cheiro do Lírio e do Formol, estreado na MITsp 2017, além de coordenar os núcleos de estudo Feminino Abjeto e Memórias, Arquivos e (Auto)Biografias. Em 2017, lançou o livro Autoescrituras Performativas: do Diário à Cena (Editora Perspectiva) e estreou os novos espetáculos do Grupo XIX de Teatro: Intervenção Dalloway – O Rio dos Malefícios do Diabo e Hoje o Escuro Vai Atrasar para que Possamos Conversar. Foi curadora, em 2018, do Festival Internacional de São José do Rio Preto. Atualmente, desenvolve seu novo trabalho, STABAT MATER, e orienta o núcleo de pesquisa Feminino Abjeto 2 – O Vórtice do Masculino.

Ficha Técnica

Concepção, direção, dramaturgia: Janaina Leite
Performance: Janaina Leite, Amália Fontes Leite, ator pornô
Dramaturgismo e assistência de direção: Lara Duarte e Ramilla Souza
Concepção audiovisual e roteiro: Janaina Leite e Lillah Hallah
Provocação cênica: Kênia Dias
Direção de arte, cenário e figurino: Melina Schleder
Iluminação: Paula Hemsi
Direção de fotografia/filmagens: Wilssa Esser
Edição e vídeo-projeções: Laíza Dantas
Sonoplastia e técnica de som: Lana Scott
Preparação vocal: Flávia Maria Campos
Assistência geral: Luiza Moreira Salles
Direção de produção: Carla Estefan
Distribuição internacional: Metropolitana Gestão Cultural

2019-03-12T12:55:15-03:0012 março 2019|MITbr - Plataforma Brasil, Abertura de Processos|