Project Description

NATUREZA MORTA - STILL LIFE

info-natureza-morta01

Companhia

Dimitris Papaioannou

Direção

Dimitris Papaioannou

Compre seu Ingresso

Ficha Técnica

De: Dimitris Papaioannou
Com: Prokopis Agathokleous, Drossos Skotis, Costas Chrysafidis, Christos Strinopoulos, Kalliopi Simou, Pavlina Andriopoulou e Dimitris Papaioannou
Concepção visual, direção, figurino e iluminação: Dimitris Papaioannou
Composições sonoras: Giwrgos Poulios
Cenários em colaboração com: 
Dimitris Theodoropoulos e Sofia Dona
Cenários adaptados à turnê: Tina Tzok
Esculturas e pintura de cenários: Nectarios Dionysatos
Figurinos em colaboração com: Vassilia Rozana
Diretor criativo e de produção: Tina Papanikolaou
Diretor assistente e de ensaio: Pavlina Andriopoulou
Coordenador da turnê: Julian Mommert
Diretor técnico e coordenador de produção: Manolis Vitsaxakis
Diretor de luz e programador: Evina Vassilakopoulou
Engenheiro de som: Konstantinos Michopoulos
Coordenador de palco: Dinos Nikolaou
Assistente de escultor: Ioanna Plessa
Assistente de engenheiro de som: Nikos Kolias
Criado e produzido por Onassis Cultural Centre – Athenas
Turnê produzida por 2WORKS
Com o suporte de Onassis Cultural Centre – Athenas
Patrocinador da turnê: Aegean Airlines

Obs. O título do espetáculo foi mantido em inglês por exigência da companhia.

Sinopse

Em uma paisagem deserta, sob um céu expansivo, trabalhadores-humanos lidam com o peso de materiais simples, tentando se conectar com a leveza do cosmos que os envolve. Corpos são equilibrados e desmembrados, criando ilusões de ótica, que buscam, suavemente, iluminar a humanidade de Sísifo na sua busca por sentido.

Histórico

Encenador, coreógrafo e artista visual, Dimitris Papaioannou estudou com o célebre pintor grego YannisTsarouchis e na Escola de Belas Artes de Atenas. Foi um dos fundadores da Edafos Dance Theatre (1986 a 2002) e criou as dezessete produções da companhia, pela qual conquistou prêmios e convites para festivais internacionais, deixando sua marca na cena das artes contemporâneas gregas. A projeção mundial veio em 2004, quando criou a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos, de Atenas.

Após os Jogos, voltou-se novamente às suas mitologias pessoais, encenou 2, em 2006; e reestreou Medea², em 2008. No ano seguinte, sua pesquisa tomou nova direção, buscando a simplicidade e a reformulação de materiais cênicos elementares. Com esse espírito, fez Nowhere (2009), Inside (2011), Primal Matter (2012) e STILL LIFE (NATUREZA-MORTA), em 2014.

Fortuna Crítica

STILL LIFE (NATUREZA-MORTA) nos impele a nos libertarmos dos mitos, a devolvermos o sentido à vida diária e ao trabalho, ao ser humano e ao poder da imaginação, tudo isso na refinada estética de uma beleza que é singular e verdadeira. Uma criação surpreendente e arrojada na qual o familiar valoriza o estranho e vice-versa”.

Micheline B. Servin, Les Temps Modernes

“O espetáculo reúne sete atores em total controle de seus corpos, que criam uma série de imagens de beleza geométrica e precisa  e que, com mecanismos de repetição e imitação, conduzem-nos a um universo absurdo. Tão absurdo quanto a punição de Sísifo, talvez. Apresentando um cenário poderoso, o impacto de STILL LIFE (NATUREZA-MORTA) nasce não só da cenografia, mas também do espaço de trabalho onde acontece: um local escuro que funciona ocmo se os atores fossem bonecos dentro de uma caixa.”

Ezequiel Obregón, Argentinian Actualidad Artística

“Minimalista, diretamente ligado ao corpo e ao lugar do corpo no plano físico do palco, assim como no plano metafórico da história, Papaioannou evoca simplicidade criando uma fascinação mágica”.

Gabrielle Selz, Hamptons Art Hub

“Sensível ao desaparecimento gradual de uma classe inteira de pessoas que trabalham com matérias-primas para elaborar a cultura material de uma civilização (artesãos), o artista presta tributo ao poder engrandecedor de trabalhar com elementos naturais tangíveis… Para Dimitris Papaioannou, este é a alquimia da arte: remodelar o mundo material em algo espiritual, em um caminho que nos leva à poesia”.

Nikos Xenios, Bookpress.GR

Vídeos

Share